O misterioso carro de James Dean

10:08


James Dean morreu aos 24 anos quando estava no auge do seu sucesso em um acidente com seu Porsche 550 quando ia para uma corrida na cidade de Salinas, Califórnia (EUA). Desde o dia de sua morte aconteceram coisas muito estranhas com os restos de seu carro, o Porsche 550 Spyder.

James Dean acompanhado de seu mecânico Rolf Wütherich partiram para uma viagem até Salinas, onde aconteceria uma corrida de carros. Após uma hora de viagem chegaram a um cruzamento próximo à cidade de Cholame onde se cruzou com o Ford Custom Tudor modelo 1950 dirigido por Donald Turnupseed, o qual vinha na direção oposta e não percebeu a presença do Porsche prateado. Dean e seu mecânico sofreram a maior parte do impacto. Rolf quebrou uma perna e sofreu contusões múltiplas e cortes por todo corpo, mas infelizmente James Dean não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo à caminho do hospital. O motorista do outro carro pouco se machucou e declarou que não viu o carro de Dean se aproximando.


Fotografia: Sanford Roth
A companhia de seguros vendeu o que restou do carro e foi então que começaram as sucessivas tragédias:
  • George Barkuis o motorista que dirigia o caminhão que foi buscar o carro destroçado morreu quando o Porsche caiu sobre ele no mesmo lugar do acidente.
  • Um especialista em carros de Hollywood chamado George Barris comprou o carro por US$ 2.500, quando o carro chegou à garagem de Barris ele deslizou e caiu sobre um dos mecânicos que o descarregavam, quebrando suas pernas.
Com muito medo, Barris começou a separar as partes do carro para revender, o que não seria difícil. Barris afirmou que nunca teve boas sensações perto do Porsch 550, mas acreditava que era apenas superstição de sua parte. No entanto suas suspeitas se confirmaram em outubro de 1956 quando a pessoa que havia comprado o motor do carro de Dean (Troy Mc Henry, um médico de Beverly Hills) morreu ao usá-lo pela primeira vez em seu carro.

  • Logo depois outro de seus clientes, William Eschrid o qual comprou o câmbio do veículo bateu o carro violentamente, mesmo assim sobreviveu e contou que seu automóvel simplesmente travou bruscamente sem explicação.
  • As rodas foram vendidas a um jovem que uma semana depois se envolveu em um acidente devido a um defeito nelas.
  • Em uma corrida internacional, um menino tentou roubar o volante do Porsche de Barris (que antes foi de Dean) e cortou o braço.
Tentando se livrar da má sorte do carro Barris emprestou para a polícia da Califórnia o que restava da carroceria do 550, para utilizá-la como exemplo da imprudência no trânsito.
Destroços do carro usado por James Dean no dia de sua morte.
  • Antes que as autoridades a levassem a garagem onde estava guardada pegou fogo e misteriosamente o Porsche de Dean se salvou, ao contrário do resto dos carros estacionados no local que ficaram completamente destruídos pelas chamas.
  • No dia em que o carro foi colocado em uma exposição em Sacramento, caiu do estante e machucou um adolescente.
  • Quando o carro foi transportado para uma exposição próximo da cidade de Salinas o caminhão patinou na pista e bateu. O motorista morreu.
  • Em 1958 Barris emprestou a carroceria do Porsche 550 para ser exposta em uma amostra sobre segurança veicular em Miami na Flórida.
  • Quando o carro desapareceu misteriosamente após ser colocado em cima do caminhão que o levaria para Los Angeles.


Fonte e inspiração: AlemdaImaginação

Você também vai gostar:

Comentários
0 Comentários

0 comentários

Obrigada por sua visita! Deixe seu comentário e sinta-se a vontade para voltar quando quiser.